Ainda Havana | Cuba 2014

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

Processed with VSCOcam with a6 preset

 

Dirigiu-se para casa. A extensa cidade prolongava-se ao longo do Atlântico; as vagas vinham quebrar-se sobre a Avenida de Maceo orvalhando os pára-brisas dos automóveis. Os pilares cor de rosa, cinzentos e amarelos do que outrora fora o bairro aristocrático estavam roídos como rochas; um antigo brasão, manchado e disforme, ornamentava a entrada de um hotel manhoso e as janelas de um clube nocturno tinham sido pintadas a cores brilhantes e claras para protegê-las da humidade e do sal marinho. Para o ocidente os arranha-céus da cidade nova erguiam-se mais altos que faróis no céu claro de Fevereiro. Era uma cidade que se visita, não uma cidade em que se viva, mas era a cidade onde Wormold se apaixonara pela primeira vez e sentia-se ligado a ela como nos sentimos presos ao local onde sucedeu um desastre.

O nosso agente em Havana | Graham Greene

Anúncios
Ainda Havana | Cuba 2014

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s