Heididorf | Suiça | Setembro 2013

Poucos países fazem o que faz a Suíça: aproveitar de maneira tão eficiente as poucas atracções que tem, ou mesmo criá-las com base na cultura popular. Em quase todos os cantões podemos encontrar atracções turísticas que podem ter a ver com simples factos da natureza (cascatas, montanhas, picos ou neve) ou com personagens de ficção como o caso da Heidi.

Processed with VSCOcam with c1 preset

No verão passado, na viagem de volta de uma ida a Ticino que parecia nunca mais acabar (tudo graças ao já conhecido trânsito do túnel Gotthard) passamos pelo cantão de Graubünden e vimos uma placa que anunciava que estávamos perto de Heidiland. Era já de noite, portanto resolvemos voltar para ver a Heididorf quando recebemos a visita do J. e da S.

Não sabíamos muito bem o que esperar: afinal a Heidi para nós era apenas o desenho animado feito com base nos livros de Johanna Spyri sobre uma menina que vive nos alpes suíços com o seu avô. Aquilo que encontrámos não foi muito mais do que isso. Assim que chegamos ao centro de acolhimento, basta seguir os trilhos com alguns turistas, até à casa de Johanna, a loja de souvenirs e um conjunto de animais super simpáticos que faziam as delícias das crianças que estavam por lá.

Processed with VSCOcam with g3 preset Processed with VSCOcam with c3 preset IMG_20130922_202327 IMG_20130922_202457

Depois é seguir o caminho indicado e subir a montanha, passando por diversas paragens que contam a história da Heidi (12 paragens no total) – passamos, por exemplo, na cabana do Pedro e por várias figuras feitas em madeira. A subida dura cerca de 1h30 e infelizmente não conseguimos fazer o caminho até ao fim (diria que, de forma realista e para quem não faz caminhadas habitualmente, devemos contar com cerca de 2h para cada lado). De qualquer forma é uma visita que se pode fazer várias vezes e, ao contrário da zona da casa da autora e da loja de recordações, não está tudo cheio de turistas.

É possível até improvisar e fazer pequenos atalhos, ainda que não aconselhe isso a pessoas com menos capacidades físicas ou sem o vestuário indicado. Fazer algumas subidas com calças de ganga e a carregar um casaco no braço, como eu fiz, pode tornar-se díficil e desmotivador.

Mesmo para quem não está tão ligado à história da Heidi, acredito que esta visita vale mesmo a pena. As vistas são  magníficas e típicas do cantão Graubünden, e podemos ter contacto directo com a natureza e os animais. Sentimos que estamos mesmo no campo e a experimentar a vida nas montanhas suíças.

Anúncios
Heididorf | Suiça | Setembro 2013

Um pensamento sobre “Heididorf | Suiça | Setembro 2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s