Monte Pilatus, Lucern | Agosto 2013

Logo numa das primeiras conversas que tive com a minha colega A. ela contou-me que tinha feito um circuito em Lucerna que incluía subir ao Monte Pilatus de teleférico e descer até um lago através de um comboio que estava agarrado à montanha, fazendo a viagem de volta ao centro da cidade de Lucerna de barco.

A ideia ficou-nos na cabeça e quando a minha mãe esteve por cá, chegamos a ir ao sítio de onde partia o teleférico em direcção ao cume. Infelizmente o tempo estava chuvoso e nada claro, e tendo em conta o valor que vimos na bilheteira, decidimos aguardar pelo Verão.

No fim de semana passado, aproveitando o bom tempo e a visita do pai do E., lá nos aventurámos novamente, já com a promessa de um dia de céu limpo! A viagem começou em Kriens, onde apanhamos as gondolas até 3/4 do caminho. Eu não sou adepta de alturas, e teleféricos que são demasiado sensíveis aos movimentos dos viajantes deixam-me nervosa. Mas o facto do caminho ser a subir ao longo da montanha acabou por compensar as vertigens.

Quando chegamos a 1416m, deixamos as gondolas e passamos ao teleférico propriamente dito, até ao cume do Monte Pilatus: um aparelho que oscilava muito mais, mas no qual a viagem demorava apenas cerca de 5 minutos. Um teleférico cheio de gente acabou por tornar a viagem menos assustadora e só senti um frio na barriga quando o teleférico abanou, logo a seguir às primeiras escarpas. 5 minutos depois, a parte mais temida da viagem tinha acabado e estavamos já no cume. A vista é absolutamente incrível: uma mistura de montanhas, neve, verde e lagos que só se encontra por aqui.

Depois de disfrutarmos da vista, iniciámos a descida até ao barco. Apesar da inclinação ser grande, a viagem é feita de forma confortável, sentados e com uma paragem a meio. Chegados ao fim, corremos para o barco. O sol já se começava a sentir de forma intensa e o nosso cansaço era grande. Uma viagem de mais de uma hora de barco mostrou-se exagerada, o que nos levou a considerar que talvez a escolha da alternativa (uma viagem de comboio de 20 minutos) tivesse sido melhor. Mas chegar a Lucerna de barco (diria mesmo: chegar a qualquer cidade de barco) compensou, para mim, todo o cansaço.

Apesar de turístico, o circuito é muito interessante e compensador, e portanto aguarda-se repetição.

Anúncios
Monte Pilatus, Lucern | Agosto 2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s