Aniversário fora do comum

 

Ontem fiz 28 anos. Ainda tenho dificuldade em assumir o número. Na verdade, não é que me sinta a envelhecer, simplesmente os números deixaram de significar algo. É apenas mais um, mas não quer dizer nada. Não estou necessariamente mais madura do que no ano anterior (nem significativamente menos adulta do que estarei no ano que vem), nem sinto a pressão de ter/fazer/ser algo.

Mas este aniversário foi diferente. Primeiro foi longe de Portugal (logo, longe da minha família e amigos) e, apesar de não ser o primeiro ano em que não comemorava, senti falta de poder escolher se o faria ou não.

Depois, foi-me marcada uma entrevista para meio da tarde. Não correu mal, é verdade, e pode ser que o dia de anos tenha dado sorte (nestas coisas tendo a acreditar que não há coincidências e que há pequenos detalhes que podem ser sinais importantes), mas entre a viagem de comboio (a descobrir o caminho) e um atraso de uma hora na entrevista, acho que só me lembrei que fazia anos quando cheguei a casa e tinha o bolo à minha espera.

Surpresa das surpresas: o E. não comprou um bolo de chocolate! É um bolo de cenoura, bastante bom por sinal. E ainda tive direito à primeira das minhas plantas.

Anúncios
Aniversário fora do comum

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s